quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Cabelo Power

  Eu não sabia se eu deveria falar sobre, ás vezes penso que tanto faz mas quer saber? não é tanto faz não, eu preciso relatar o que vi hoje.
  Estava eu doida pra chegar em casa, em uma lotação que dessa vez não estava exatamente lotada, me senti feliz por isso. A cobradora, uma senhora um tanto mal humorada e mal arrumada resolveu reparar em uma moça que passava ao lado daquela lata de sardinha com rodas no momento em que o farol fechou. A moça em questão, acompanhada de seu marido ( namorado, noivo, tico tico no fubá, enfim) e com um bebê no colo estava radiante e feliz, muito feliz, ela tinha um sorriso de orelha a orelha. Quando ela passou eu pensei comigo mesma: caramba, ela lembra a Beyoncé, lembra muito, nem preciso dizer que adorei o estilo dela e tudo mais.
  A questão toda foi em torno do cabelo que ela usava, um black power que posso garantir que era muito bonito, com um corte bonito, bem cuidado, definitivamente ela mostrava personalidade suficiente para segurar um cabelo daquele, não só pela beleza mas pela simpatia que ela trazia. A cobradora infeliz falou em alto e bom som para o motorista ( alto o suficiente pro resto do mundo ouvir, ainda bem que a tal moça já estava longe), o comentário foi o seguinte:
  - Nossa, como alguém tem coragem de usar um cabelo horroroso desses? que moda ridicula hoje em dia viu? que mulher desleixada!
  Juro que não acreditei no que ouvi, sério, vontade de pular em cima e socar a cara dela!
  Passou muitas coisas na minha cabeça, desde quando o fato dela assumir sua identidade com o cabelo que Deus deu a ela e que por sinal estava SIM muito bonito é desleixo?
  Será que todo mundo agora pra ser bonito precisa jogar formol na cabeça e sair por ai com a cabeça lambida de vaca? será que é mais bonito fazer chapinha e ficar sem lavar o cabelo dias e dias só pra não estragar o look liso? AH ME POUPE VAI!
  Eu faço escova, faço chapinha e normalmente faço cachos. Meu cabelo é totalmente cacheado mas é um cacheado indeciso e trabalhoso, confesso que não tenho muita paciência para usar ele enorme ( só assim ele fica no lugar) mas ainda vou encontrar um jeito dele ser feliz e sinceramente, acho um saco esse processo todo e me sinto mais feliz quando ao final de um escova eu começo a amassar meu cabelo pra deixa-lo com mais volume possível.
  A questão nem é ter cabelo liso ou enrolado, é ter um cabelo vivo, VIVO e do jeito que você gosta, dane-se os outros, dane-se o certo ou errado, isso não existe.
  Quer saber? pessoas seguras de si e felizes costumam despertar inveja e ai vem os comentários ridículos, normalmente quem fala algo do tipo não tem a metade daquela felicidade toda.
  Bom mesmo é ter um pouco de Beyoncé e Rihanna dentro de si!
Imagem
 Imagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário