segunda-feira, 9 de junho de 2014

Resenha do livro Um gato de rua chamado Bob

  Esse livro eu tenho há algum tempo mas sei que tem muitas pessoas que não conhecem!

  Apesar de ser a história entre um homem e um gato não acho que o livro possa agradar somente quem gosta de gato, vai além disso. Para começo de história a lealdade e o amor não tem a ver com os tipos de seres que envolve e sim o sentimento puro que existe ali.
  Bob é um gato que foi encontrado ferido em um alojamento por um ex morador de rua e dependente químico que luta dia após dia para sobreviver. Bob não foi adotado por James, ele escolheu James para ser seu fiel companheiro e melhor amigo e o mais importante de tudo, ajudou James a ter um sentido maior na vida além da sobrevivência.

  É muito interessante ver um outro lado da vida em Londres, o lado que é bem longe da riqueza e da perfeição que parece existir para todos lá o que não é verdade. Fica aquela lição de começar a prestar atenção nas pessoas que estão a nossa volta, cada um carrega uma história única que pode ser repleta de felicidade ou não.

  Além de cuidar muito bem do Bob ( muito melhor do que muitas pessoas que eu conheço que tem bens materiais mas não tem o menor bom senso na hora de cuidar do seu animal de estimação) se virando da melhor maneira possível, James ganhou um novo incentivo para ser a cada dia uma pessoa melhor: esse livro.






Aqui esta uma matéria do JN




  O Best-seller é vendido no mundo todo e essa dupla já tem muitos fãs, James é músico e ganha vida tocando violão nas ruas de Londres ( principalmente músicas do Oasis) sempre acompanhado de Bob que é um gato muito charmoso e simpático que vive ganhando presente de seus fãs. Aliás, se você quiser e puder  pode adquirir seu livro em inglês diretamente das mãos ( e patas) de James e Bob, autografado, sim, o Bob também autografa!
  Particularmente eu gosto muito de conhecer histórias de superação e essa história não ganha um tom muito triste porque o Bob é tão fofo e querido que fica confortável a leitura. Eu senti como se já conhecesse a muito tempo os dois, como se eu fosse amiga deles, já sou uma grande fã desses dois.

  E se você acha que todos os gatos são chatos esta ai a chance para se permitir a entender e descobrir como um gato pode sim ser um grande companheiro.

    Beijos e boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário