domingo, 3 de agosto de 2014

A consideração.


  Desde muito criança meu pai me ensinou a ser uma pessoa honesta, falar a verdade e principalmente não me comprometer com alguém quando eu não tenho certeza se vou cumprir. Quando eu cresci, aprendi a ser honesta mas não deixar que me fizessem de idiota e desde então tento caminhar ao lado da justiça o tempo todo e sei muito bem quando alguém fala a verdade.

  Infelizmente as pessoas não são todas assim, a maioria aprendeu a enrolar o quanto for possível os outros e não se preocupam em cumprir com sua palavra quando a palavra foi dita para alguém a qual ela não tem tanta consideração assim. O jeitinho brasileiro não é e nunca será vantagem para ninguém, é só uma maquiagem de péssima qualidade que disfarça, porém, não muda nada.

  Trabalhando por conta própria me deparo com muitas situações chatas que muitas vezes me deixa chateada e pensativa em relação a confiança que algumas pessoas ganham sem merecer. Eu ainda confio o quanto eu puder confiar, sei que de alguma forma vou encontrar pessoas  que vão querer saber da minha vida porque se importam e não somente por curiosidade.

  Uma dica: não fale tudo o que acontece na sua vida, se não vai ajudar não tem necessidade de saber.

Nenhum comentário:

Postar um comentário