sábado, 11 de outubro de 2014

Eu cresci e fiquei medrosa.


  Juro que não é com tudo, não tenho aquele pânico de gritar quando vejo ratos e baratas, enfrento muito animal estranho sem problemas( tem duplo sentido isso ai!). Se a barata não voar, tudo certo. Se a barata voar eu saio correndo mas esse ano eu matei uma sozinha, então isso quer dizer que estou conseguindo superar. As aranhas não tem a minha simpatia mas acredito que não tenha a simpatia de muitas pessoas então tudo bem também.

  O meu problema agora é outro, eu comecei a ter medo de filmes de terror.

  Posso listar aqui muitos filmes que eu já vi, depois eu ficava meio impressionada mas nada demais, uns dois dias depois eu já estava bem de novo. Eu tinha a maior curiosidade de assistir Exorcista por exemplo, desde pequena, só de ouvir outras pessoas comentando sobre o filme. Quando tinha uns 12 anos meu pai resolveu alugar o tal filme para matar minha curiosidade. Assisti com ansiedade mas sem maiores problemas, sempre de dia é claro, fiquei pensativa mas não perdi o sono.

  Tempos depois, já com 20 anos, eu assisto o mesmo filme e pasmem: quase duas semanas dormindo de luz acesa.

  Hoje apareceu um link no Facebook falando sobre o jogo Silent Hill. Não entendo absolutamente nada de games mas eu cliquei porque sou curiosa e o título era muito chamativo, mais ou menos assim: Porque todo mundo tem medo do Silent Hill? pois é, não sei, não conheço, não poderia deixar de saber né? claro que não!

  Cliquei no link com a maior coragem, comecei assistir e a primeira cena, em um cômodo vazio de uma casa abandonada, revirada e escura revelava que não ia dar certo pra mim, pausei.
Eu pausei mil vezes, abaixei a tela do notebook, desisti. Li os comentários, todo mundo levando susto, resolvi ver pelo celular, tela menor né?

  Fui pro celular, optei em ver com pessoas jogando e comentando, pelo menos ficaria mais engraçado e eu saberia que não estava sozinha nessa.
  Eu até consegui ver, o som estava baixinho, o celular meio de longe, não vi até o final, que besta que eu sou!

  O que mais me intriga é o fato de querer ver, querer saber, tenho medo mas fico insistindo em ser corajosa e sair por ai falando que não levei susto nenhum. Realmente levo pouco susto porque eu vejo tudo com o rosto tampado, fácil assim né?

  Mas tudo bem, sei que não estou sozinha nessa, nós adultos temos o problema de não querer assumir a alegria e o medo de uma forma descontrolada, acontece gente!

  Quando crescemos é assim, nós por nós mesmos, não tem essa de gritar pela mãe ou pai quando tá com medo.

  E você? tem medo do que?


Nenhum comentário:

Postar um comentário